Terça-feira
11 de Dezembro de 2018 - 

Controle de Processos

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,91 3,91
EURO 4,46 4,46
LIBRA ES ... 4,94 4,94

Previsão do tempo

Hoje - Nova Friburgo, ...

Máx
26ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Nova Fr...

Máx
27ºC
Min
19ºC
Poss. de Panc. de Ch

Quinta-feira - Nova Fr...

Máx
29ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Nova Fri...

Máx
30ºC
Min
20ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
33ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de ...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Quinta-feira - Rio de ...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de J...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Responsabilidade social

                                              
 
                                O conhecimento nos faz responsáveis.

VIÚVAS AFRICANAS FABRICAM BOLSAS A PARTIR DE PLÁSTICOS

 

 

O HIV/AIDS ainda é um grande problema na Zâmbia, país localizado no sul da África. Apesar de anos de luta contra o vírus, muitos adultos zambianos são infectados e acabam deixando para trás dezenas de viúvas de baixa renda. A vontade de ajudar essas mulheres fez com que a professora norte-amricana Linda Wilkinson criasse em 2005, o projeto “Mulheres e Órfãos Chikumbuso” que capacita mulheres e crianças por meio da educação e da microempresa.

No intuito de criar uma fonte de renda para melhorar a qualidade de vida dessas africanas, Wilkinson se uniu com sete viúvas e juntas tiveram a ideia de fabricar bolsas a partir de sacos plásticos. O projeto também contou com o apoio do Fundo de Reciclagem Verde do Zimbabwe.

Um dos primeiros passos do Chikumbuso foi criar pontos de coleta de sacolas plásticas, onde a população pode contribuir para aumentar a quantidade de matéria-prima das bolsas. Segundo o projeto, as mulheres aprenderam rapidamente a técnica e o negócio começou a crescer. Hoje produz uma renda pequena, mas constante.

As bolsas são vendidas local e internacionalmente. A mulher que fabrica o acessório recebe 50% dos lucros, outros 15% vão para o “Banco de Mulher Co-Op”, no qual os fundos são utilizados como suprimentos para o "Projeto de Avós", os salários dos professores e micro- empréstimos para a comunidade. Outros 15% vão para "poupança forçada", que asseguram um salário no final do mês para as mulheres.

Segundo dados do projeto, ele já atende atualmente 73 viúvas e suas famílias, juntamente com 20 avós e crianças órfãs, além de 30 adultos jovens que recebem educação em alfaiataria e aulas de culinária no centro comunitário Chikumbuso Center.

Wilkinson explica que cada mulher que se junta ao Chikumbuso é responsável pelas outras viúvas, através de uma declaração de missão que pede que cada uma delas "lembrem-se daqueles que já morreram, lembrem-se de onde vieram e lembrem-se dos outros."

bolsas.jpg
As bolsas são fabricadas com sacos plásticos reciclados/Foto:Divulgação

 

Projetos paralelos

Com a ajuda de doadores dos Estados Unidos, Wilkinson e as viúvas fundaram uma escola na igreja batista local. A partir de um número inicial de 30 crianças, as matrículas cresceram rapidamente e hoje estão em mais de 350 alunos.

A escola iniciou recentemente um programa de incentivo às crianças no intuito delas continuarem a educação na comunidade local.

Segundo o projeto, meninas com idade entre 15 e 24 anos são mais vulneráveis ao HIV / AIDS, dessa forma se pensou também em um programa de costura para mães solteiras e mulheres jovens.

Visitas no site:  91951
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia